Ninguém entende as margaridas

domingo, maio 08, 2016



Ninguém entende,
que sem amor eu não sou nada.
Eu não sou ninguém.
Eu não vejo a vida.


Ninguém entende porquê eu perco meu rumo.
Porque eu saio do prumo.
Eu me perco e me atropelo.

Me sinto vazia e sozinha,
assim como as margaridas.
Que florescem nas janelas.
Tão bonitas e solitárias,
só querendo ser regadas.

Me regue.
Me cultive.
Me preserve.
Me cuide.
Me ame.

M.L.V.

Você poderá gostar

0 comentários










Subscribe