Retrato de saudade antecipada

segunda-feira, maio 02, 2016



Moro em qualquer lugar, 
desde que seja perto do mar.
Tão confusa olhando de cá,
tal retrato de saudade antecipada.

Pareço feliz.
Sofrendo um pouco calada,
Não por estar indo embora...
Sofro pelos momentos a mais que podia ter vivido ali.
Naquela beleza infinita,
afinal, 
somos feitos de momentos.
E eu sou feita de sal.
Lágrimas salgadas de saudade,
saudade do mar salgado e infinito.

– Mas lá também não tem mar?

Tem sim.
Um mar desconhecido.
Bonito,
porém ainda não o chamo de lar.

As vezes temos que perder, 
naquele clichê,
de ficar longe, pra aprender.

Vontade de ir.
Vontade de ficar.
Apesar da ânsia de viver,
no infinito mar do forte,
meu lugar sempre será.

M.L.V.

Você poderá gostar

0 comentários










Subscribe